4 results for month: 09/2017


A paz do céu reflectida no lago

“O perdão é a paz do céu reflectida no lago… e é tudo o que existe.” Esta frase veio de dentro de mim durante um processo a que chamamos “Viagem”. Nesta “Viagem” apenas é utilizada a Energia Biogravitacional potenciada pela união da vontade de crescer e de evoluir de um grupo de pessoas, que desejam acima de tudo a cura, para acederem e aprenderem a contactar níveis mais elevados da sua consciência. Para que este texto seja interpretado de forma clara e sem dúvidas, esclareço que não existe o uso de qualquer substância química, seja dos anos 60 ou das mais modernas, como o ayahuasca, com direito aos efeitos secundá...

Abóbora: versátil, variada e muito saborosa

Tal como a curgete (que foi falada na anterior newsletter), a abóbora pertence à família dos curcurbitaceae. Trata-se de um vegetal muito versátil, verificando-se a existência de diversas subespécies (do qual falarei mais a frente de alguns exemplos) e apresenta inúmeros benefícios para a saúde. A abóbora é considerada um legume rico em hidratos de carbono e fibras, sendo esta última responsável pela sensação de saciedade e auxilio do bom funcionamento intestinal. Além disso, é rica em potássio e magnésio (dois minerais importantes no nosso organismo) e apresenta um baixo índice glicémico. Para além da sua polpa, a casca e as ...

Mas Afinal o que é que eu Como Agora?!

Penso que esta frase é reconhecida por muita gente. Eu própria pronunciei quando comecei a verificar que muitos dos alimentos que consumia não eram aconselhados para mim. Não poder comer mais “banana com manteiga de amendoim”, esse snack muito utilizado para quem pratica desporto, e que para mim era uma iguaria, foi um verdadeiro choque. Eu sempre tive cuidado com a alimentação visto praticar bastante desporto e querer atingir objetivos. Por não saber, fazia escolhas que não eram as mais indicadas para mim, mas que a pouco e pouco iam influenciando o meu bem-estar. Quando descobri o que não podia comer, a grande duvida surgiu… como ...

Viagem a 140 pés

Festival das Músicas do Mundo – SINES 2017 A excitação de iniciar esta viagem era muita, talvez pela incerteza, talvez por nunca ter feito algo similar, na realidade não sabia o que me esperava e para ajudar à insegurança os planos mudaram e os meus filhos acabaram por me acompanhar. Chegamos de manhã e montamos a tenda no meio do parque de estacionamento, Ficou Linda !!!! Estava agora preparada para o desafio do dia seguinte, prestar tratamentos de reflexologia no Festival de Musicas do Mundo em Sines. Mal cheguei coloquei a cadeira, uma música suave e esperei. Os primeiros pés apareceram, estava NERVOSA... mas avancei, logo que ...