O alarme às meias horas

  • 31 Outubro, 2017

A correria do dia-a-dia, os horários díspares das refeições, ou simplesmente “aquele bichinho” que surge quando menos se espera….

Os famosos snacks estão muito na moda mas na grande maioria das vezes estão conotadas a algo “pouco saudável” ou a um consumo de aperitivos.

Se reflectirmos um pouco, chegamos à conclusão que na grande maioria das vezes não estamos precavidos para tal situação ou porque achamos que não vamos sentir fome, ou porque simplesmente “dá algum trabalho” e aí surgem as famosas e milagrosas máquinas self-service que tem aquelas bolachinhas mesmo a medida só para “enganar o estômago”.

Mas o que é facto é que conseguimos comer algo que nos faça bem e nos satisfaça desde que seja preparado e pensado com antecedência; e o que ao início pode parecer trabalhoso ou uma simples perda de tempo torna-se facilmente uma rotina.

E existem soluções fáceis, rápidas e simples.

Fruta com frutos secos

Fruta com frutos secos/manteiga de frutos secos

Basta escolher uma peça de fruta que possa comer e adicionar uns frutos secos ou simplesmente barrar com a manteiga para ter um snack simples e prático. A fruta contribui para o aumento de acidez produzido pelo organismo mas ao adicionar os frutos secos essa tendência tende a diminuir.

 

 

Vegetais crus com tahinVegetais crus com tahin (creme de sésamo)

Um snack com cenoura, beterraba ou ainda aipo cru com creme de sésamo ou outro molho caseiro é excelente entre horas. Muitas pessoas me questionam “beterraba?! Mas isso sabe a terra!”; mas podem acreditar, se cortarem a beterraba da maneira correcta respeitando a sua energia vão comprovar que é bastante doce e não sabe a terra. Além disso, fiquei fã do tahin. Apresenta um sabor forte e característico que num primeiro impacto pode parecer estranho mas ao longo do tempo o seu sabor passa a ser apreciado. Existem várias opções desde o integral ao branco, passando pelo sésamo preto ao tradicional.

 

“Rolo” de Ovo

“Rolo” de Ovo

Uma forma diferente de comer ovo sem ser a típica omelete ou o ovo mexido. Pode ser cortado em fatias o que permite facilitar o transporte.

É simples de preparar sendo que o truque está no momento de confecção.

Para a sua confecção é necessário ovos, Legume(s) à escolha picado(s), sal, pimenta e ervas. Começamos por bater os ovos e adicionamos os restantes ingredientes. Numa frigideira untada com um pouco de azeite colocamos 2 conchas do preparado de forma a obter uma espécie de panqueca e deixamos cozer. Assim que começar a parecer cozinhado começamos a enrolar essa “panqueca”. Adicionamos mais uma concha do preparado perto do rolo e voltamos a repetir o mesmo processo até obter um rolo. Vai ficar parecido a uma torta. Depois é só cortar.

Um truque interessante: quando estamos a fazer o rolo deixar que fique um pouco mal cozido e cima para que quando enrolamos ele se possa manter.

 

Pão sem fermento 2

Pão sem Fermento

 

Falado no artigo “Viver sem Pão”.

 

 

 

Mini Panquecas

Mini Panquecas

É uma óptima opção para um pequeno-almoço diferente ou para uma simples pausa a meio da manhã/tarde.

Basta juntar uma chávena de farinha de aveia (ou outra a gosto), uma chávena de leite vegetal de arroz integral e 1 colher de sopa de sementes de linhaça triturada na hora. Misturar tudo até formar uma massa liquida mas espessa. Numa frigideira anti-aderente e sem óleo ir colocando pequenas conchas da massa. Assim que a massa estiver cozida a panqueca vai despegar na frigideira. Este é o ponto ideal para virar a panqueca e deixar cozinhar do outro lado. Pode-se comer simples, com manteiga de frutos secos ou até fruta cozida.

Frutos secos germinados
Frutos secos germinados

Tal como os cereais, os frutos secos apresentam substâncias (como por exemplo o ácido fítico) que se ligam a alguns tipos de minerais essenciais (como cálcio, magnésio, ferro e zinco), impedindo que estes sejam armazenados no organismo.

Uma forma de diminuir a sua concentração é demolhar ou então germinar de modo a melhorar a disponibilidade dos nutrientes, reduzindo a acção dos fitatos.

Uma sugestão é pegar em amêndoas com pele, lavar e deixar de molho por 24h a 48h mudando a água 1 vez por dia. Depois é só retirar a pele e consumir.

Sementes Tostadas

Sementes Tostadas

 

Outra opção é tostar as sementes numa frigideira. As sementes de abóbora por exemplo são boas nutricionalmente.

 

 

Aqui ficam alguns exemplos de snacks que podem ser consumidos. Qualquer um pode ser alvo de alterações tendo em conta as necessidades/gostos pessoais.

Para os mais ousados, (como eu) podem sempre consumir uns legumes escaldados ou feitos no forno como brócolos, abóbora ou ainda couve-flor. Pode parecer estranho mas é bastante reconfortante e saciante.

Por: Silvana Sebastião

Email: silvana.sebastiao@tesed.pt

Blog: http://cozinharporlazer.blogs.sapo.pt/